Comissão discute avaliação ambiental de produção de hidrogênio sustentável

Hidrogênio verde é produzido com a eletrólise da água por meio de fontes renováveis

A comissão especial sobre transição energética da Câmara dos Deputados discute nesta terça-feira (26) o desenvolvimento de uma avaliação ambiental estratégica para a produção de hidrogênio sustentável. O debate foi solicitado pelos deputados Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) e Bacelar (PV-BA), respectivamente, presidente e relator da comissão.

O debate será realizado às 14h30, no plenário 14.

Tipos de hidrogênio
O hidrogênio é largamente utilizado no mundo e pode ser obtido de variadas fontes. Costuma-se usar cores para definir essa procedência:

  • hidrogênio cinza ou marrom, vindo da queima de combustíveis fósseis, altamente poluentes;
  • hidrogênio azul, obtido por técnicas de captura de carbono;
  • hidrogênio verde ou sustentável, gerado por fontes renováveis de energia.

Arnaldo Jardim e Bacelar afirmam que o Brasil tem potencial para produzir hidrogênio sustentável em larga escala. Por isso, é imprescindível desenvolver políticas públicas que auxiliem o processo de licenciamento desses projetos.

Oportunidade
“A pauta verde é o assunto do momento. Não podemos perder essa oportunidade. É hora de agir e colocar o Brasil como protagonista na história mundial”, discursou Bacelar na reunião de instalação do grupo, em maio.

Centros de pesquisa e agências internacionais de energia preveem que o hidrogênio vai superar o petróleo como principal commodity energética do mundo a partir de 2030. O estudo foi apresentado na primeira audiência pública realizada pela comissão.

Alguns especialistas, no entanto, disseram que o mercado brasileiro ainda é pequeno e com custos elevados.

Foco amplo
Outros debatedores ouvidos em seguida disseram que a produção de hidrogênio combustível no Brasil deve ter como meta a baixa emissão de gases do efeito estufa, independentemente da matéria-prima e da tecnologia utilizada.

O diretor da Empresa de Pesquisa Energética, vinculada ao Ministério de Minas e Energia, Giovani Machado, chegou a dizer que ter como foco apenas hidrogênio verde pode ser um limitador.

Da Redação – ND

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Gestores criticam projeto que autoriza aluno com mais de 14 anos a fazer estágio

Next Post

Proposta que proíbe a união de pessoas do mesmo sexo é criticada em audiência pública

Related Posts