Comissão vai debater impactos da extração do gás xisto

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Jorge Solla é o autor do requerimento para a realização da audiência

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados vai realizar audiência pública na terça-feira (24) para debater os impactos na saúde e no meio ambiente da prática do fracking (fraturamento hidráulico) na extração de gás de xisto.

Essa técnica consiste em realizar perfurações que superam os 3,2 mil metros de profundidade no solo para a extração de gás de xisto ou folhelho. Por meio da tubulação instalada nessas perfurações, é injetada uma grande quantidade de água em conjunto com solventes químicos comprimidos, sendo alguns com potencial cancerígeno.

Confira a lista de convidados para a reunião, que está marcada para as 10 horas no plenário 9.

Contaminação
O autor do requerimento para a realização da audiência é o deputado Jorge Solla (PT-BA). Ele cita estudos que mostram que mais de 90% de fluidos resultantes do fracking podem permanecer no subsolo. Parte desse fluido, porém, retorna à superfície contaminando o solo, o ar e os lençóis de água subterrânea.

“A destruição dos recursos naturais afeta diretamente a agricultura, a pecuária, o turismo e o bem-estar das pessoas que vivem nas regiões de extração, além de impedir a exportação da produção”, disse o deputado. “Por todos esses danos e riscos vários países já proibiram esta prática, como Alemanha, França, Holanda, Suécia, Bulgária, Polônia e Israel”, acrescentou.

Da Redação – RB

Source link

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Comissão aprova projeto que amplia ação de promotores na defesa de crianças, adolescentes e incapazes – Notícias

Next Post

Comissão analisa na terça se aceita mudanças da Câmara

Related Posts